domingo, 24 de fevereiro de 2013

Como construir uma piscina

Existem vários métodos construtivos que podem ser utilizados na hora de fazer a piscina que tanto você planeja, o ideal na hora de escolher qual deles se encaixa melhor pra você é consultar um arquiteto ou engenheiro, pois este profissional irá orientá-lo a fazer a melhor escolha e evitar transtornos. 
Vou explicar em poucas palavras de que se trata cada método construtivo:

Piscina em Alvenaria EstruturalPrimeiramente escava-se o buraco na terra no formato em que será a piscina, em seguida escavam-se as brocas com diâmetro e  profundidade que foram previamente especificados no projeto estrutural, e depois são preenchidas com ferros e concreto, normalmente o tempo gasto nesta etapa é de oito dias.
Amarraram-se as brocas às ferragens que estruturam a laje, o fundo da piscina, sendo que tudo deve ser  concretado junto, o que leva cerca de três dias. Sobre as vigas perimetrais dessa base assentam-se os blocos estruturais de concreto, com ferros colocados na vertical. A cada três fiadas, monta-se uma fôrma para ser preenchida com concreto e ferro, estas são as vigas de travamento.
Ao erguer as paredes, o que leva aproximadamente dez dias, deve-se ter o cuidado de deixar espaço para instalar os acessórios. Em seguida deve ser aplicada camada de cimento em todo o interior do tanque para regularizar a superfície.
Depois da cura do cimento, que deve ser de dois dias, fez-se a impermeabilização e a colocação do revestimento  começando pelas bordas, se estendendo depois a paredes, degraus e, por último, ao fundo da piscina.






Projeto de  Vera Glitz


Piscina em Concreto Armado: Esta forma construtiva permite todos os formatos e revestimentos. Ela é inteiramente estruturada com colunas e malha de ferro.
A laje e paredes formam uma caixa monolítica que resiste intacta às movimentações de terra, é ideal para solos ruins, argilosos, com aterro ou lençol freático, onde outros sistemas são inviáveis. Fôrmas de madeira (mais caras e descartáveis) ou de blocos de concreto (que serão a própria face externa do tanque) preenchidas com concreto definem os contornos da piscina. Depois da cura, vem a impermeabilização que pode ser feita com argamassa polimérica, mais barata que manta asfáltica. Vantagens: tem maior vida útil e aceita todo tipo de formato e de solo (inclusive sobre lençol freático). Desvantagem: é o sistema mais demorado e oneroso. Tempo de obra: de 40 a 90 dias. Durabilidade: 40 anos. 




Piscina em Fibra de VidroAs piscinas de fibra de vidro tem como a palavra de ordem a praticidade, a instalação é simples: a empresa contratada escava o local e faz um colchão de areia ou base cimentada para o casco. Uma mistura de areia, cimento e terra preenche o entorno. A umidade do solo, que deve ser naturalmente firme, a endurece e mantém o tanque assentado no local. Vantagens: custo baixo e instalação rápida. A leveza costuma fazer da fibra boa opção para apartamentos. Desvantagens: os formatos e as cores são predefinidos pelo fabricante e a peça pode desbotar com o cloro. Tempo de obra: em média sete dias. Durabilidade: cerca de 20 anos. 












Nenhum comentário:

Postar um comentário